Entrevista: Pais devem dobrar o cuidado com as crianças neste período de férias

O período de férias sem duvida é um momento de descontração e sinônimo de rotinas flexíveis com muita traquinagem. Já para os pais, este período requer atenção e cuidados redobrados, pois nesta época de férias é muito comum acidentes domésticos em casa, no entanto alguns cuidados podem ajudar a evitar certos acidentes frequentes neste período. Porém, alguns cuidados simples podem evitar consequências mais sérias.

A curiosidade é algo comum em crianças, geralmente elas querem ver, tocar, pegar e, no caso dos menorzinhos colocar a boca. Em Itararé não tem uma estatística de numero de acidentes com crianças, no entanto diariamente a mídia retrata uma realidade dura que muitas vezes acaba em tragédia.

Um dos principais acidente envolvendo crianças são as quedas, elas são os principais motivos que leva uma criança a acidentar. “Fraturas e contusões são os problemas mais frequentes, mas também é alto o número de casos de traumatismo crânio-encefálico”, diz o enfermeiro Carlos Junior.

Entrevistamos o Sargento PM Eduardo Seiji Warricoda, do Corpo de Bombeiro, que falou sobre os cuidados que os pais devem ter com as crianças e a importância de um cuidado dobrado para que tragédias maiores não venha a ocorrer.

Gazeta- Quais são as principais causas de atendimentos infantis?
Sargento- Os acidentes envolvendo crianças são os mais diversos possíveis, tendo em vista que elas ainda não possuem o discernimento do certo e do errado, do que pode ou não pode fazer. A maioria das ocorrências envolve acidentes domésticos, deste quedas até ingestão de produtos diversos.

Gazeta- Qual o cuidado que os pais devem ter com as crianças neste período de ferias?
Sargento- Para que os pais possam ficar um pouco mais tranquilos deve se primeiramente preparar um ambiente seguro, cuidado com portas e janelas, objetos cortantes e frágeis, produtos de limpeza e tóxicos devem ficar fora do alcance das crianças. Mesmo com esses cuidados não se pode descuidar, um responsável sempre deve ficar atendendo.

Gazeta- Como agir diante de uma ocorrência envolvendo crianças?
Sargento- Primeiramente muita calma, é difícil manter a calma em ocorrência envolvendo crianças, mas se ela perceber o nervosismo de um adulto, o atendimento fica mais difícil, após identificar o que realmente esta acontecendo observando em volta objetos ou materiais que indiquem o que ocorreu ou, se a criança souber falar, perguntar o que ela esta sentindo ou o que aconteceu. Levar a criança ao pronto socorro relatando o ocorrido e se for ingestão de algum produto levar a embalagem consigo. Caso não ser possível a movimentação da criança ligar para o Corpo de Bombeiros para a correta imobilização e transporte.

Gazeta- Quais dicas importantes que o senhor daria aos pais?
Sargento- As crianças necessitam de espaço para brincar, procure locais, tais como praças, onde haja mais pessoas com crianças, pois pode ocorrer um “atendimento compartilhado”, onde os pais de uma criança atendem as crianças que estão brincando com seu filho e vice-versa.

 

 




Comments on Facebook